Buscar
  • Leonardo Molinar

As melhores cidades brasileiras para se andar de bicicleta

O RAMC é o Ranking das Administrações Municipais Cicloamigas, um amplo estudo elaborado anualmente pela UCB - União de Ciclista do Brasil, é uma organização da sociedade civil que congrega Associações de Ciclistas, ciclistas e outras entidades e pessoas interessadas em promover o uso da bicicleta como meio de transporte, lazer e esporte,  nas regiões urbanas e rurais, assim como a mobilidade sustentável.

Segundo a UCB, os dados mais atuais desse estudo são de 2015 referentes ao ano de 2014 quando foi realizado o último levantamento. O objetivo do RAMC é levantar, periódicamente, uma avaliação das administrações municipais com foco nos indicadores ligados à promoção e incentivo do uso da bicicleta, a frota circulante de bicicletas, suas populações, dentro outros dados que possam ajudar na criação de políticas públicas em favor da mobilidade por bicicleta. De acordo com a pesquisa, os indicadores possuem pesos distintos e foram divididos em cinco áreas: Infraestrutura, Recursos Humanos, Planejamento, Promoção e Informação.

Nesta segunda edição do RAMC, feita em 2015, a cidade de Porto Alegre obteve os melhores resultados, embora nenhuma cidade tenha alcançado uma nota A (numa escala entre E e A, onde A é o máximo).


Fonte: UCB - União dos Ciclistas do Brasil

Infográfico: Fabiana Droppa


Abaixo estão outros dados retirados do RAMC 2015 (última edição do estudo) da UCB, tendo como referência as 10 cidades participantes:

  • 422 vagas públicas para se estacionar bicicletas foram criadas em 2014;

  • 165,87 km de ciclovias foram implementados em 2014;

  • Cinco das 10 cidades possuíam sistemas de bicicletas compartilhadas;

  • 2021 novas bicicletas compartilhadas entraram em circulação  nessas cidades  em 2014 em 193 estações;

  • Oito das 10 cidades possuíam ciclofaixas de lazer e 16,7 km destas faixas foram criadas em 2014;

  • Em 2014, foram realizados 16 programas de educação continuada em sete das 10 cidades;

  • Foram feitas 28 campanhas educativas  no ano de 2014 em nove das 10 cidades;

  • Apenas Manaus e o Rio de Janeiro não realizaram pesquisas municipais sobre a mobilidade urbana por bicicletas. As outras oito cidades fizeram, ao todo, 38 pesquisas. São Paulo não precisou a quantidade de pesquisas, embora tenha informado que foram feitas “diversas”.

  • Oito das 10 cidades possuíam dados referentes aos acidentes envolvendo bicicletas e nove destas tinham indicadores referentes a morte de ciclistas.

  • Somente a cidade de Itajaí informou ter dados relativos às viagens de bicicleta na cidade. Porto Alegre informou ter dados relativos às viagens do sistema de bicicletas compartilhadas  Porto Alegre possuía dados relativos às viagens de bicicletau detinha dados relativos às viagens feitas por bicicletas feitas no ano de 2014.

Os DADOS ABERTOS de cada uma das 10 cidades estão disponíveis neste link: http://bit.ly/ramc2015cidades.

Este relatório e o infográfico do RAMC 2015 (ano base 2014) podem ser baixado por este link: http://bit.ly/ramc2015relatorioinfografico.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon

Ezzebike Indústria e Comércio - CNPJ: 38.315.000/0001-53 - Rua Máximo Anselmo do Nascimento, 41

São José dos Campos (SP) - Cep: 12244-193   -    Contato: comercial@ezzebike.com.br

Fone: 55-12-982-747-794   

Veja as nossas Políticas de Privacidade, Proteção de Dados e de Cookies

Prazos Médios de Entrega: até 15 dias úteis para todo o território nacional.